Tanabata Matsuri

TANABATA MATSURI 七夕

Comemoração de origem japonesa que ocorre na sétima noite do sétimo mês do ano.

Morava próximo da Via-Láctea uma linda princesa chamada Orihime (織姫). Certo dia Tenkou (天工) o pai da moça, apresentou-lhe um jovem e belo rapaz, Kengyu (牽牛), acreditando que este fosse o par ideal para ela.

Os dois se apaixonaram fulminantemente e a partir de então, a vida de ambos girava apenas em torno do belo romance, deixando de lado suas tarefas e obrigações diárias. Indignado com a falta de responsabilidade do jovem casal, o pai de Orihime decidiu separar os dois, obrigando-os a morar em lados opostos da Via-Láctea.

A separação trouxe muito sofrimento e tristeza para Orihime. Sentindo o pesar de sua filha, seu pai resolveu permitir que o jovem casal se encontrasse somente uma vez por ano, no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar, desde que cumprissem a ordem de atender a todos os pedidos vindos da Terra nesta data. Na mitologia japonesa, este casal é representada por estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu).

Uma curiosidade árabe agora: Vega significa em árabe Águia mergulhando e Altair significa Águia Voando. Fui uma vez neste festival, mas nunca me toquei que era o festival da Estrela. Estou com vontade de fazer o Festival Tanabata Matsuri Tenchuu. Vou reunir os meus amados numa janta gostosa com brincadeiras e muito origami, mas acho que vou seguir o calendário Lunar e fazer a festa em agosto. Me desejem sorte.

1 Comentários:

Mômo disse...

essa lenda é muy bonita meio triste mais mesmo assim bonita =3

boa sorte no seu festiva \^3^
hihihi =3

=*****